8 coisas dos anos 80 e 90 que deveriam voltar

Estamos em uma época de recalls e remakes televisivos, musicais e cinematográficos para nostálgico nenhum botar defeito. É filme, é série, é música, é artista ressurgindo das cinzas, é tanta coisa que me dá uma esperança do Michael Jackson ressurgir a qualquer momento. 

Mas em um mundo tecnológico com tanta nostalgia, paramos aqui para pensar: o que mais dos anos 80 e 90 poderiam voltar? Porque a gente sabe que viveu a melhor época, claro, nossa infância foi a mais feliz, viva ao mundo antes do ano 2000, viva ao início do ano 2000, viva ao bug do milênio, viva ao Reynaldo Gianechini pegando a Vera Fisher, enfim. Já que estamos em um mundo com Caça-Fantasmas, Backstreet Boys, Fuller House e Gilmore Girls, o que mais poderíamos trazer dos anos 80 e 90 pra deixar 2016 mais legal? Não priemos cânico que uma lista linda vem aí!



Oito coisas dos anos 80 e 90 que deveriam voltar

1) Celular com bateria que dura uma semana



Sim amiguinhos, já vivemos essa época. Há um tempo atrás você não andava com carregador na bolsa - muito menos carregador portátil - pois a bateria do celular durava no mínimo 3 dias. Isso se você usava muito para mandar sms para o disk amizade. Aliás, não era SMS, era "mensagem de texto". No começo do começo da era dos celulares no Brasil, lá nos anos 90 - sim, eles são dessa época! O primeiro em casa surgiu em 1995, quando você ainda passeava no saco do seu pai - muita gente tinha duas baterias para o celular. Uma ficava frequentemente em um carregador gigantesco e a outra no próprio aparelho. Quando acabava, você tirava a bateria e colocava pra carregar. É que a bateria até durava bastante, mas o carregar dela levava uns 15 dias... ok exagerei


2) Conversas pessoalmente



Deixa eu contar uma coisa muito legal dos anos 90: as pessoas conversavam uma com as outras PESSOALMENTE. Sabe quando tem um grupo de pessoas conversando na praça de alimentação do shopping? Não era com outras pessoas que não estava lá via celular, era com a pessoa que estava sentada na sua frente! Era legal, era interativo, rolavam várias amizades e até um pessoal se pegando porque descobria afinidade com a pessoa que estava próxima. As pessoas realmente interagiam e davam atenção para os outros na vida real, era uma coisa deliciosa!


3) Pessoas que sabem caminho


Aqui não é pra ser filosófica não, tô falando de caminho de rua mesmo. Existia uma coisa nos anos 90 que se chamava: mapa. Tinha o Guia 4 Rodas, Guia da Cidade, tinha até mapa na lista telefônica. Você passava o endereço pra alguém, a pessoa procurava no mapa impresso, via o caminho e conseguia chegar tranquilamente. Na dúvida, perguntava pra algum taxista que pasmem! sabia o caminho como se fosse a palma da mão dele ou questionava no posto Ipiranga. As pessoas realmente conheciam a cidade em que viviam e os caminhos, era bem bacana. Todo mundo chegava bem nos lugares sem a ajuda de nenhum satélite ou sinal de internet. 



4) Tudo bem não fazer academia


Nos anos 90 tinha uma coisa bem divertida: era ok você ter um corpo comum. Sabe uma pessoa como qualquer outra, que come, faz exercício uma vez ou outra, ou de repente faz uma aula de dança, natação, joga seu futebol, enfim, faz as coisas moderadamente, mas não é uma fábrica de gominhos e não se priva de tudo para malhar? ERA NORMAL! As mulheres podiam ter celulite, os homens podiam ter pelo na barriga, abra sua mente, gay também é gente, baiano fala oxente e come vatapá!

Mulher bonita nos anos 90:


Homem bonito nos anos 90:


Os padrões eram mais alcançáveis e as pessoas viviam mais em paz com seus próprios corpos.

Era uma época onde você podia dizer: eu tenho o corpo da Gabriela Pugliesi! Eu tenho o corpo da Gracyane Barbosa!


E aposto que até elas eram mais felizes comendo brigadeiro domingo a noite.


5) Lista telefônica




Não tinha o Google, mas você achava o telefone e o endereço de QUALQUER UM na lista telefônica e ainda podia usar aquele grande livro amarelo pra calçar a mesa ou desamassar o seu trabalho de escola. E você aí achando que é a internet que expõe todos os seus dados...


6) Celular para emergência



Além de baterias super duradouras, os celulares antigameeeente tinham uma ótima função: eram para emergência. Não, você não passava o tempo todo com ele na mão conversando com tudo e todos ao mesmo tempo e divulgando tudo o que você estava fazendo. Ele estava lá para caso você precisasse falar urgentemente com alguém em uma viagem, uma saída, para você ligar para seu médico em uma emergência, para seus pais terem um sinal de vida seu, e as pessoas sobreviviam assim. Se você era MUITO legal, assim, MUITO LEGAL MESMO, você conseguia jogar o jogo da cobrinha no seu celular. E vai aí um fato incrível pra galera que nasceu depois do ano 2000: a gente conseguia terminar todo o colégio e até a mesmo a faculdade sem nem meter a mão no celular! E olha que tem muita amizade dos tempos de colégio dos anos 90 que duram até hoje. Mas aí as mãos foram metidas em outros lugares.

Ah, se você fosse muito requisitado, talvez você tivesse um bip. Mas a pessoa precisava te querer muito pra ligar até a central telefônica e passar a mensagem que queria para o seu pager...


7) Fotos que valem a pena



Você podia comprar três tipos de filme para a máquina fotográfica: com 12 poses, 24 poses ou 36 poses. 36 poses era pura ostentação. O que significa: que em uma viagem ou evento você poderia tirar 36 fotos diferentes com aquele filme que estava dentro da sua máquina. Então precisava ir até uma fotótica revelar o filme e ter as suas fotos na sua mão. Isso custava dinheiro. O ápice da época foram as lojas que revelavam em 24h. Depois em até uma hora! Como filme custava caro e pilha de máquina também, você não gastava as 36 oportunidades da sua máquina procurando seu melhor ângulo na selfie ou registrando o que você comeu no dia. Fotografava o que valia a pena e sem cara de pato, porque você não estragaria uma pose a toa.


8) Pessoas idiotas não eram famosas



Ao contrário de hoje que é muito fácil se tornar um ~famoso~ postando uma foto seminua no Instagram, nos anos 90 você tinha que ser bom de verdade para ser famoso. E se você fosse bom de verdade mesmo, ia parar na Banheira do Gugu. Aí sim era sucesso e reconhecimento!





Ahhhh aquele velho tempo sem tecnologia e com conteúdo de qualidade na televisão! Isso sim era vida!


Pra construir uma máquina do tempo e trazer essas coisas de volta?

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Informações

Todas as imagens que aparecem no site são reproduções de outros sites e o Cai Muita Chuva não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que especificado. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça no Cai Muita Chuva entre em contato e ela será removida.

Atenção

Cai Muita Chuva é um site de entretenimento e humor. A reprodução do conteúdo do site é permitida, com os devidos créditos. Se tiver alguma dúvida entre em contato com caimuitachuva@gmail.com.

Por ser um blog de humor, as postagens contém ironia e sarcasmo. Não leve as piadas a sério.


Manifeste-se

Dúvidas, sugestões, reclamações, elogios, xingamentos, envios de virus ou informações, caimuitachuva@gmail.com
Blogger Template Papo De Garota